Central de atendimento · (047)30353777

Português pt English enEspañol es

Blog

Como ter mais visibilidade dos processos em sua gestão de TI?

Se você trabalha na gestão de TI, sabe que este departamento já deixou de ser “meramente de apoio” há muito tempo, não é mesmo?

Hoje em dia, com a constante busca das empresas por processos mais tecnológicos e otimizados, a equipe de TI faz muito mais do que dar aquele suporte técnico ao banco de dados e garantir que tudo esteja plenamente funcionando.

Agora, a ela precisa mostrar uma verdadeira visibilidade dos processos através de uma boa governança de TI. Na prática, essa visibilidade alinha todos os recursos de TI (softwares, hardwares e equipe) com a estratégia do negócio, tornando a empresa mais ágil, competitiva, produtiva, transparente e com custos reduzidos. 

Então, quer saber como ter mais visibilidade dos processos em sua gestão de TI? Apresentamos a seguir algumas boas práticas para essa tarefa: 

1. Comece alinhando a gestão de TI com a estratégia do negócio

Antes de tudo, você precisa partir para a etapa do planejamento – e isso só é possível quando as práticas de governança de TI estão realmente alinhadas à cultura organizacional e às estratégias de negócio.

Na prática, você precisa fazer parte de todas as reuniões de alinhamento e planejamento estratégico para garantir que as ferramentas tecnológicas estão de acordo com as políticas e cultura da empresa e, portanto, favorecem o trabalho e os resultados a todos os stakeholders. 

2. Escolha os frameworks que melhor atendem a estratégia

Estratégia alinhada com a direção da empresa, é hora de escolher um ou mais frameworks que estabeleça as melhores práticas que garantem resultados ao alinhamento estratégico do negócio.
Bom, existem vários frameworks disponíveis, e três deles são:

  • ITIL (Information Technology Infrastructure Library): conjunto de centenas de publicações sobre as melhores práticas da gestão de TI, este framework facilita a definição de estratégias, desenhos de serviço, transição, operação, escolha de soluções e melhoria contínua. 
  • PMBOK (Project Management Body of Knowledge): este framework não é uma metodologia em si, mas um conjunto de publicações com as melhores práticas de gerenciamento de projetos, organizados em cinco grupos: iniciação, planejamento, execução, monitoramento e controle, e encerramento, que irá auxiliar no controle dos projetos que fazem parte do seu portfólio. 
  • Cobit (Control Objectives for Information and Related Technology): com 34 processos e 210 pontos de controle, este framework é voltado ao controle do negócio e não apenas aos serviços de gestão de TI. Sua arquitetura é dividida em quatro domínios: planejar e organizar; adquirir e implementar; entregar e suportar; monitorar e avaliar. 

3. Defina KPIs para monitorar o desempenho dos processos

Por fim, toda gestão de TI deve contar com métricas de desempenho, pois assim se saberá se os trabalhos e esforços estão dando resultados palpáveis para a empresa.

Na prática, define-se os KPIs (Key Performance Indicators), que são os indicadores chave de desempenho, os quais podemos destacar KPIs de desempenho dos equipamentos, dos aplicativos, dos sistemas e de todos os serviços de TI. O objetivo é sempre evoluir. 

Bom, a partir dessa definição, o departamento de TI viabiliza soluções tecnológicas que monitoram e avaliam essas métricas em tempo real, tornando o trabalho mais produtivo e assertivo.

Uma boa dica de ferramentas que ajudam a monitorar as KPIs e a gestão de TI como um todo são as soluções integradas da Indyxa, que vêm se destacando no mercado por integrarem o banco de dados da empresa às soluções de cloud computing, gerando uma grande redução de custos. 

Quer aprender na prática como utilizar a nuvem para garantir a visibilidade e a eficiência dos processos de TI na empresa? Então baixe o nosso material exclusivo e gratuito!