Central de atendimento · (047)30353777

Português pt English enEspañol es

Blog

LGPD: argumentos que reforçam a importância de se adequar ainda hoje

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), de nº 13.709/2018, está prevista para entrar em vigor em agosto de 2020.

Porém, antes desse prazo, muitas empresas já estão trabalhando para estarem em compliance o quanto antes, independentemente do prazo (aliás, lembre-se de que esse prazo já havia sofrido alteração).

Mas por que elas fazem isso? Os motivos são variados. Em primeiro lugar, a LGPD vem gerando algumas dúvidas nas empresas. Então, quanto mais cedo elas entenderem o assunto e aplicarem em seus negócios, melhor será o andamento da adequação quando a lei entrar em vigor.

Em segundo lugar – e aqui merece um ponto de atenção –, o mercado já está de olho no quesito conformidade à LGPD. Empresas que sofrem com vazamentos de dados já estão na mira dos órgãos governamentais, do próprio mercado e de seus clientes.

Diante disso, a seguir separamos 7 argumentos que reforçam a importância de se adequar à LGPD ainda hoje. Fique atento!

1. As empresas já estão sofrendo sanções por conta de incidentes de segurança da informação.

No final de 2018, um conhecido banco digital precisou fechar um acordo de R$ 1,5 milhão com o Ministério Público do Distrito Federal após ter os dados vazados de quase 20 mil correntistas. 

Entre esses dados, estavam senhas, CPFs, endereços, telefones, números das contas e até o vazamento de dados de clientes de outros bancos que realizaram transações com esses usuários. 

Então, este é o primeiro argumento pelo qual a sua empresa precisa se adequar à LGPD: tomar medidas preventivas para evitar sanções como essa, que podem comprometer a saúde financeira e a própria imagem da empresa.

Lembre-se de que órgãos governamentais já pedem informações, auditam e aplicam sanções em empresas que sofrem incidentes de segurança da informação. 

Saiba mais: As 10 boas práticas de adequação à LGPD no dia a dia da empresa. 

2. O mercado deprecia o valor da marca das empresas que sofrem vazamento de dados.

Outro forte argumento que leva as empresas a se adequarem à LGPD o quanto antes é simples: marcas que ficam conhecidas pelo vazamento de dados podem perder seu valor no mercado.

Estamos falando tanto em valor financeiro, principalmente em empreendimentos com capital aberto, quanto na percepção dos clientes em relação à marca. Crises de imagem por conta de incidentes com dados podem levar a escândalos e outras grandes consequências.

Além disso, o mercado também rejeita fazer negócios com empresas que escondem e/ou disfarçam vazamentos de dados.

Mas aqui vale um ponto de atenção: não existe uma ferramenta tecnológica que garanta 100% a proteção contra incidentes na segurança da informação. 

Por isso é tão importante investir no monitoramento em tempo real da infraestrutura de TI e também em colocar em prática políticas de segurança dos dados para que os colaboradores tenham boas práticas no ambiente corporativo. Nesses casos, investir em DLP é uma boa dica. 

3. Todos os fornecedores da sua empresa também precisam estar em conformidade com a LGPD.

Este é um argumento que explica a urgência de já estar em dia com a lei antes mesmo dela entrar em vigor.

Se todas as empresas estão sujeitas à LGPD, isso significa que todos os seus fornecedores também precisam estar em dia. 

É importante saber que as empresas podem se responsabilizar pelas ações de seus fornecedores; por isso uma das boas práticas de adequação à lei diz respeito à revisão de todos os contratos com os fornecedores, garantindo que todos estejam em conformidade com LGPD. Aliás, saiba que fornecedores já estão perdendo contratos hoje por não terem conformidade à LGPD

4. Empresas já estão incluindo em suas RFPs o requisito de o fornecedor estar em compliance com a LGPD.

Este é outro forte argumento para as empresas fornecedoras de produtos e serviços: vários empreendimentos já estão incluindo em suas RFPs (solicitações de propostas) o requisito de que o fornecedor já esteja em conformidade com a LGPD ou com um programa em andamento.

Então, fornecedor que não se enquadra o quanto antes pode correr o risco de ter seus contratos cancelados, não renovados, ou, ainda, deixarem de fazer novos negócios com grandes empresas. 

Veja também: Webinar sobre o impacto da LGPD na cadeia de fornecedores das empresas. 

5. Dá tempo de colocar em prática uma cultura de segurança da informação entre os colaboradores da empresa. 

Não apenas os processos tecnológicos garantem que os dados estejam monitorados e seguros. Os colaboradores da empresa também precisam se conscientizar sobre a importância da segurança da informação que circula no empreendimento.

Nesse caso, dá tempo de criar uma política de uso dos dados (incluindo o uso de dispositivos tecnológicos pessoais dentro da empresa), bem como realizar treinamentos para tirar todas as dúvidas sobre como será a rotina das empresas daqui para frente. 

Lembre-se que a figura do encarregado dentro da corporação é uma novidade, cuja função que precisa ficar bem clara para todos. 

6. Reduz os riscos de incidentes de segurança que possam causar paradas do negócio.

Se adequar o quanto antes à LGPD significa reduzir o risco de incidentes de segurança que possam acarretar em paradas do negócio – e consequentemente, prejuízos financeiros.

Aliás, sobre este assunto, temos um infográfico que mostra todos os prejuízos que a instabilidade no ambiente de TI pode causar. Lá você verá que grandes empresas já tiveram perdas milionárias por simples paradas no sistema. 

7. Se adequar o quanto antes à LGPD eleva a maturidade dos processos e rotinas da empresa.

Quanto mais rápido a empresa se adequar à LGPD, melhor será para a tranquilidade da rotina. Quando o trabalho é feito sem atropelos, fica mais fácil visualizar até mesmo lacunas existentes no quesito segurança dos dados, que antes estavam invisíveis para a equipe.

Com essa maturidade, podemos dizer que a pronta adequação à LGPD também encaminha a empresa em direção a uma boa Governança corporativa, possibilitando que processos sejam revistos e otimizando custos. 

Por isso, sempre recomendamos que antes de partir para a prática, é necessário fazer um diagnóstico completo dos processos da empresa para saber o que precisa ser mantido ou alterado no quesito segurança dos dados, além de fazer investimentos que realmente tragam retorno.

Portanto, você pode conversar com a equipe da Indyxa sobre esse diagnóstico antes da implementação de ações para sua empresa estar em compliance com a LGPD. 

Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível. Ao continuar a navegar no site, você concorda com esse uso. Para mais informações sobre como usamos cookies, veja nossa Politica de Privacidade.
Continuar