Central de atendimento · (047)30353777

Português pt English enEspañol es

Blog

Metodologia para migração de dados no seu ambiente de TI para cloud

A melhor metodologia para migração de dados para cloud dependerá de vários fatores. Mas, independentemente deles, essa migração sempre diz respeito a dois repositórios diferentes: a base de dados de origem (“de”) e a base de dados de destino (“para”).

Portanto, para que esse percurso seja feito com sucesso, é necessário focar em boas práticas de migração para cloud.
O post de hoje é uma continuação deste aqui, onde falamos sobre como montar um projeto de migração de dados para nuvem. Confira outras boas práticas:

1. Experiência da equipe

A primeira boa prática para a migração de dados diz respeito às competências e habilidades da equipe que realizará essa tarefa, já que migrá-los para outro tipo de infraestrutura não é uma atividade cotidiana.

A equipe escalada para isso precisa entender todas as fases: planejamento, organização, gerenciamento de riscos, etc., para que a migração ocorra sem percalços. Caso não haja um time interno com essas características, terceirizar esse serviço a uma equipe externa é uma boa solução. 

2. Definição das tarefas 

A metodologia para migração de dados também diz respeito à divisão de tarefas entre a equipe responsável, principalmente em migrações maiores ou mais complexas. 

Ter um líder dedicado a essa tarefa é o ideal, e ele deve ter autoridade para direcionar os colaboradores e alocar os recursos conforme achar necessário. E, claro, os membros da equipe também devem ser especialistas em suas tarefas. 

3. Planejamento e preparação

Outra boa prática de migração de dados para cloud é, sem dúvida, o planejamento e preparação prévios. 

Considere incluir nesse planejamento alguns itens, como:

  • Os tipos de migração para cloud a serem realizados;
  • Os custos de migração;
  • Análise dos contratos existentes dos hardwares, softwares e serviços atuais;
  • Escolha da equipe ou da empresa que fará a migração (nesse caso, inclua a análise do contrato da terceirizada);
  • Criação de um inventário detalhado de todos os dados, aplicativos e sistemas, e como eles são coletados, analisados, gerenciados e monitorados;
  • Criação de uma análise de riscos e impactos da migração, bem como um plano de contingência;
  • Cronograma das atividades de migração;
  • Plano de backup dos dados. 

4. Avaliação de interdependência entre aplicações

Na fase de avaliação dos riscos da migração, outra boa prática é incluir uma avaliação da interdependência entre equipamentos e aplicações. Isso é importante para definir a viabilidade e os demais detalhes das fases da migração. 

Lembre-se, ainda, de focar na simplificação. Antes de migrar, se desfaça de arquivos e aplicações que já não são mais úteis para a empresa. Menos é mais. 

5. Plano de comunicação

Inclua um plano de comunicação em sua metodologia para migração de dados, pois ele será essencial para eliminar falsas informações e rumores. Uma dica é preparar um colaborador para que ele envie atualizações regulares sobre o processo de migração a todos os envolvidos. 

6. Testes pré-migração

Durante o projeto de migração para cloud, outra boa prática é realizar testes. Se os testes forem bem-sucedidos, ou seja, com resultados de performance satisfatórios você terá certeza que estará pronto para a migração.

Também priorize soluções de monitoramento dos dados para corrigir problemas que possam surgir (considere investir no Splunk, uma ferramenta de inteligência operacional). 

Como você viu, a migração de dados para cloud é uma tarefa que precisa ser feita com muito planejamento, pois existem detalhes que não podem ser ignorados.

Nesse caso, se precisar de ajuda para elaborar um plano de migração de dados para o seu ambiente de TI, fale agora mesmo com a equipe da Indyxa. Temos soluções em cloud para todos os tipos e tamanhos de empresa. 

Até a próxima!