Central de atendimento · (047)30353777

Português pt English enEspañol es

Blog

Microsoft deixa de dar suporte ao Windows 7 e Windows Server 2008

Em 2019, a Microsoft disparou dois e-mails alertando aos usuários de seus sistemas operacionais que ela deixaria de dar suporte ao Windows 7 e Windows Server 2008 – o Windows Server 2008 R2 também entrou na lista. 

Pois agora é oficial: desde o dia 14 de janeiro de 2020, não existe mais suporte para quem utiliza esses sistemas em suas máquinas.

Nesse caso, o que acontece agora? Quais são os riscos dessa falta de atualização e suporte? Vale a pena permanecer utilizando esses sistemas ou já realizar um upgrade?

Confira as respostas no post de hoje!

O que vai acontecer com quem utilizar Windows 7 e Windows Server 2008?

Quando a fabricante deixa de oferecer suporte a determinado sistema operacional – como no caso do Windows 7 e Windows Server 2008 – existem algumas consequências.

São elas:

  • O sistema operacional fica sem atualizações de segurança, deixando os dados vulneráveis;
  • Ele também fica sem opções de suporte gratuito (a menos que você já tenha adquirido a atualização de segurança estendida para o Windows 7, a qual falaremos mais adiante neste artigo), ou seja, no caso da Microsoft, qualquer problema técnico ou operacional, não mais existirá uma equipe disponível para o atendimento e a correção do defeito; 
  • O sistema operacional também deixa de ter atualizações técnicas e correções de bugs que são detectados com o passar do tempo. 

Em outras palavras: os computadores da sua empresa continuarão funcionando, mas ficarão mais vulneráveis a vírus e demais riscos na segurança dos dados. 

E agora, o que fazer? 

Bom, como dissemos, o Windows 7 e Windows Server 2008 continuarão funcionando nos computadores. Nesse caso, muitas pessoas vão preferir migrar para novas versões desses sistemas operacionais apenas quando eles começarem a dar defeito.

Mas, se você quer uma dica, não faça isso. Os dados que circulam em seus computadores ficarão extremamente vulneráveis, já que não mais existirão atualizações de segurança e suporte técnico. 

Quanto à opção de comprar atualizações de segurança estendidas para manter os sistemas seguros, a própria Microsoft alerta que algumas restrições podem ser aplicadas.

Lembre-se, também, que ainda em 2020 entrará em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que poderá penalizar as empresas que não colocarem em prática boas medidas de segurança, e, com isso, sofrerem ataques e outros incidentes que comprometem o tratamento de dados. 

Voltando aos sistemas operacionais, vejamos o que a Microsoft orienta.

Windows Server 2008 e Windows Server 2008 R2

Quem utiliza esses dois sistemas operacionais, a Microsoft orienta a migração para o sistema Microsoft Azure, para, então, aproveitar mais 3 anos de atualizações de segurança crítica e importante sem custo adicional. A partir daí, será necessário migrar para versões mais atualizadas e que ofereçam suporte.

Confira aqui a lista de todos os produtos vinculados ao Windows Server 2008 que estão sem suporte desde janeiro de 2020.  

Windows 7

Lançado em outubro de 2009, na época a Microsoft comprometeu-se a oferecer suporte ao Windows 7 pelo período de 10 anos. Na prática, isso significa que a assistência técnica e todas as atualizações do Windows Update não estão mais disponíveis para o sistema. 

Nesse caso, a Microsoft orienta que os usuários façam a migração para o Windows 10, que, até o momento, é o sistema operacional mais recente.

Mas aqui existe um detalhe: a Microsoft afirma que se você adquiriu a chamada atualização de segurança estendida do Windows 7 (ESU) antes do dia 14 de janeiro de 2020, que inclui atualizações de segurança para questões críticas e importantes, a empresa fornecerá essas atualizações por um período máximo de 3 anos. Ou seja, se você não comprou a ESU antes do dia 14 de janeiro de 2020, o seu Windows 7 já deixou de receber essas atualizações.

Também é importante alertar: ao deixar de trabalhar com Windows 7 e Windows Server 2008, não instale sistemas ilegais, ou seja, sem a devida licença. Além de ilegal, essa medida compromete a segurança dos dados da empresa. 

Neste post aqui você vai entender como a Cloud pode ajudar a estar em compliance com o uso de softwares licenciados a um bom custo-benefício.

E então? Preparado para fazer o upgrade do sistema operacional da sua empresa? Aqui na Indyxa, nós oferecemos todo o suporte e as licenças necessárias para a migração das novas versões.

Fale agora mesmo com a nossa equipe e mantenha o seu ambiente de TI seguro e estável.

Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível. Ao continuar a navegar no site, você concorda com esse uso. Para mais informações sobre como usamos cookies, veja nossa Politica de Privacidade.
Continuar