Central de atendimento · (047)30353777

Português pt English enEspañol es

Blog

Monitoramento da infraestrutura de TI: você está fazendo certo?

A sua empresa lida com vários computadores, rede, internet, softwares, hardwares e outros aparatos tecnológicos, certo? Então, responda: como ocorre o monitoramento de todo esse ambiente, garantindo a continuidade dos processos e a segurança dos dados?

É justamente sobre isso que falaremos no post de hoje. O monitoramento da infraestrutura de TI não é algo que deve ser feito apenas por grandes empresas com datacenters gigantescos. 

Essa tarefa também precisa ser uma preocupação do seu negócio, mesmo que você ainda esteja dando os primeiros passos, desde que queira os sistemas tecnológicos funcionando adequadamente e sem grandes imprevistos, isso é pra você!

Por que monitorar a infraestrutura de TI?

  • Para evitar problemas como a lentidão dos sistemas;
  • Para corrigir incidentes de TI com mais agilidade;
  • Para prevenir riscos na segurança dos processos;
  • Para diminuir o custo operacional;
  • Para dar maior garantia nos serviços e infraestrutura;
  • Para facilitar a expansão da empresa, já que o monitoramento ajuda a ter uma visão mais profunda sobre a infraestrutura de TI.

Mas será que existe uma alternativa viável para que se construa esse monitoramento? Sim – a resposta está no NOC.

O que é NOC? 

Da sigla em inglês Network Operation Center, NOC significa Centro de Operações de Rede.

Na prática, por meio de softwares específicos, uma equipe especializada consegue monitorar os alertas gerados pelos ativos de TI – rede, roteadores, computadores, etc. Portanto, é um trabalho preventivo e proativo para manter tudo funcionando e o mais estável possível. Ao menor sinal de falha, a equipe consegue resolver rapidamente seguindo procedimentos ou combinados realizados com você.

O monitoramento da infraestrutura de TI via NOC foca nos principais recursos que são mais críticos para o funcionamento das empresas e que precisam estar o tempo todo disponíveis – como, por exemplo:

  • Servidores de bancos de dados;
  • Ativos de rede;
  • Ambientes de virtualização;
  • Servidores como a base única de usuários (como ERPs e Active Directory).

Durante 24 horas por dia, o sistema de monitoramento consegue extrair informações valiosas desses ativos de TI para as equipes de suporte, ajudando na prevenção e na criação de relatórios. É por esse motivo que o NOC vem sido adotado também por pequenas e médias empresas.

Outros benefícios dessa sala de comando que o NOC proporciona são:

  • Baixo tempo de resposta a incidentes de TI;
  • Redução de reclamações de clientes e demais usuários dos sistemas da empresa;
  • Vantagem competitiva perante os concorrentes;
  • Redução de custos com correção de falhas, já que a prevenção é a melhor forma de economizar, evitando que pequenos problemas se ampliem e precisem de manutenções caras.

Bom, é importante dizer que a empresa pode definir níveis de serviço com a equipe de suporte antes que o NOC passe a funcionar. Níveis de serviço são os níveis de complexidade e a forma como essa equipe atenderá aos chamados.

De maneira geral, existem 3 níveis de serviços do NOC:

  • Nível de serviço 1: é quando os chamados são atendidos por e-mail, telefone ou com complexidades baixas.
  • Nível de serviço 2: é quando os chamados possuem complexidades maiores, sendo necessário a aplicação de conhecimento dos profissionais que atuam na operação 24x7.
  • Nível de serviço 3: é quando os chamados possuem complexidades maiores e os profissionais que atuam na operação 24x7 não possuem conhecimento ou habilidade para resolver, sendo necessário realizar escalonamentos para equipes especializadas de acordo com a necessidade.

Agora que você já sabe a importância de monitorar a infraestrutura de TI da empresa, responda a última pergunta: precisa de ajuda para conseguir estruturar esse serviço em seu empreendimento?

Então fale com a equipe da Indyxa através deste link