Central de atendimento · (047)30353777

Português pt English enEspañol es

Blog

O que é Banco de Dados?

O banco de dados existe no mundo há muito tempo. Você se lembra, por exemplo, quando precisava armazenar arquivos em disquetes? Ou quando acessava a lista telefônica para encontrar a informação que desejava? 

Com o tempo, os bancos de dados foram evoluindo a tal ponto que hoje praticamente todas as informações são armazenadas neles – mais precisamente, nos meios digitais.

E até dados sobre a nossa vida pessoal e profissional estão guardadas na internet – pois estamos nas redes sociais, realizamos compras online, reservamos estadias em hotéis, etc. Mesmo que a gente não perceba muito a presença do banco de dados em nossa vida, ele está lá.

Bom, apesar de o tema ser bem simples de ser entendido, no post de hoje vamos relembrar as principais informações sobre ele.

O que significa Banco de Dados?

Por mais que às vezes alguns conceitos são explicados de modo bem teórico e complicado, não há mistério em relação a um banco de dados.

Trata-se, portanto, de uma coleção de dados que ficam interligados e organizados com o objetivo de fornecer informações. 

Em empresas, por exemplo, os bancos de dados podem ficar armazenados em um data center (ou Centro de Processamento de Dados), embora já existam bancos de dados completamente em cloud – mas isso é assunto para outro post!

Bom, você viu que são duas as palavras-chaves para entender esse conceito: dados e informações. E aqui cabe uma breve explicação sobre a diferença entre elas.
Enquanto os dados são os fatos primários, bem brutos – e, portanto, não costumam fazer sentido sozinhos – as informações são o agrupamento desses dados de forma bem organizada para gerar conhecimento.

Quer um exemplo?

Para uma loja de roupas, o número 534 isolado não faz sentido. Mas se a partir desse dado, você conseguir extrair do banco de dados que trata-se do estoque da loja que tem, no momento, 534 peças de roupa, aí sim temos uma informação importante. 

Por isso, para que um banco de dados faça sentido, é preciso que eles estejam bem organizados, permitindo que se extraia informações deles. 

Existem diferentes tipos de Banco de Dados?

Saiba que os bancos de dados conseguem atender a, praticamente, qualquer tipo de aplicação – por isso existem diferentes tipos.

O padrão mais conhecido é o banco de dados relacional, baseado na linguagem SQL (Structured Query Language).

Ele é muito usado em sistemas de gestão de empresas (ERP), em sistemas de relacionamento com o cliente (CRM), além de outras aplicações. Isso porque nesse tipo de banco, os dados são estruturados em tabelas, sendo que as linhas e colunas se relacionam. 

Também existem os chamados bancos de dados não relacionais, que são baseados em uma linguagem NoSQL (Not Only SQL). Isso quer dizer que os dados não são completamente estruturados em tabelas, como é o caso dos serviços de armazenamento de imagens na web, por exemplo. 

Bom, para que ocorra o gerenciamento dos bancos de dados, é instalado no servidor um software chamado SGBD – Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados. Ele também é conhecido pela sigla DBMS – Data Base Management System.

Alguns exemplos de softwares:

  • MySQL: um software livre com código de fonte aberto;
  • SQLServer: um dos maiores e mais conhecidos do mundo, que está sob licença da Microsoft;
  • FirebirdSQL: roda na maioria dos sistemas operacionais Unix e também tem código de fonte aberto;
  • mSQL: criado pela empresa Hughes Tecnhologies Pty Ltd, é um sistema pequeno, mas com um eficiente uso da memória.
  • Microsoft Access: é aquele SGBD que acompanha o pacote Office da Microsoft. 
  • Oracle: surgiu no final dos anos 70, mas recentemente revolucionou o mercado ao lançar o primeiro banco de dados autônomo em cloud. 

Depois de compreender o conceito básico de um banco de dados, é muito importante que toda empresa trate seu data center como parte real e fundamental do seu patrimônio. 

Na prática, isso quer dizer que ela precisa sempre se atualizar no mercado e garantir a segurança de todas as suas informações, bem como proteger os dados e informações de seus clientes. 

Bom, agora que você já sabe o que é um banco de dados, vamos entender o que significa a Virtualização, que tanto se tem falado nos últimos tempos. Leia o nosso post e até a próxima!