Central de atendimento · (047)30353777

Português pt English enEspañol es

Blog

Projeto de infraestrutura de TI: Passo a passo

Ter um projeto de infraestrutura de TI é essencial para lidar com vulnerabilidades e riscos, bem como reduzir custos. Veja um passo a passo sobre como montar um projeto de infraestrutura de TI!

O que é um projeto de infraestrutura de TI?

Você já sabe como funciona a infraestrutura de TI e o que compõe a infraestrutura de uma empresa. São inúmeras as soluções de infraestrutura de TI, como hardwares e softwares. Mas o que são projetos de infraestrutura?

São projetos que compreendem todo o necessário para o fornecimento de serviços de tecnologia coerentes com as metas empresariais. 

Com bom planejamento e gestão de projetos de infraestrutura de TI, a empresa evita riscos e minimiza os custos com as soluções. Dessa forma, otimiza toda a cadeia de processos e fluxos, facilitando também o armazenamento de dados estratégicos.

O princípio básico de um projeto de infraestrutura de TI é a adequação. Você pode ter um recurso de ponta nas mãos e ele nada adiantar por não existir demanda em sua empresa. Da mesma forma, você pode querer uma saída fácil para uma questão complexa, mas será “barato que sai caro”. 

Por isso, é fundamental ter especialistas na hora de elaborar projetos de infraestrutura de TI. Eles serão capazes de apontar um projeto com melhor custo-benefício a longo prazo, com infraestrutura escalável, capaz de sustentar o crescimento, adaptável a inovações futuras e que cumpra a determinados ​​requisitos regulatórios (caso da HIPAA).

Como montar um projeto de infraestrutura de TI?

Após compreender o conceito de um projeto de infraestrutura de TI, vamos à prática! Construindo a infraestrutura de TI para uma empresa de médio porte, por exemplo, ela se resguarda quanto aos riscos à segurança da informação.

E para conhecer os riscos, a primeira etapa é fazer a análise da organização.

Fazer a análise da organização

A primeira e mais importante de um projeto de infraestrutura de TI é identificar necessidades e vulnerabilidades para um bom funcionamento da infraestrutura. 

Neste momento, a gestão de projetos de infraestrutura de TI, seja da empresa ou terceirizada, define requisitos, ambiente e ferramentas tecnológicas que podem otimizar o investimento.

É preciso se perguntar o que sua empresa precisa para funcionar com eficiência ideal. Realizar uma auditoria de rede, junto com uma medição dos graus de uso de cada componente, pode ser sua melhor prática para garantir o ROI do projeto de infraestrutura de TI.

Adquirir hardware ou adotar o HaaA

Boas soluções para infraestrutura de TI devem ser efetivas, acompanhando as tendências do mercado e se enquadrando à realidade do negócio. Após diagnosticar essa realidade, é hora de adquirir equipamento de TI.

Essa fase é necessária para substituir antigos equipamentos que não servem mais ou para começar um novo negócio. E é uma das etapas sensíveis no gerenciamento de projetos de infraestrutura de TI.

Isso porque o custo aumenta bastante conforme a quantidade e a qualidade dos hardwares, gerando impasses sobre aproveitar ou não máquinas obsoletas.

Para deixar a situação financeira mais confortável e reduzir o orçamento inicial, é possível adotar o Hardware como um Serviço (HaaS), o que é ofertado por muitos provedores de gerenciamento de serviços de TI.

De um lado, o cliente paga uma taxa mensal para utilizar hardwares. De outro, o fornecedor provê os equipamentos, faz manutenções e trocas, e presta serviços técnicos. Dessa maneira, as empresas conseguem substituir um hardware disfuncional por um pagamento acessível.

Desenhar e planejar a infraestrutura de cabeamento

Design de rede, configuração de dispositivos, implementação e otimização é uma das etapas do projeto de infraestrutura de TI. 

Essa etapa precede a instalação do novo hardware (em caso de hospedar a infraestrutura no local), já que ela depende do desenho e do planejamento de toda a infraestrutura de cabeamento. 

Se o design de rede for feito incorretamente no início, as chances de problemas futuros e custos adicionais é enorme. Cabeamento é um item difícil de refazer.

Fazer a conectividade física

Após desenhar e planejar a infraestrutura de cabeamento, você deve proceder à conexão de seus endpoints à infraestrutura de TI da empresa. Todos os servidores, hardwares e estações de trabalho devem ser conectados.

Já imaginou começar as atividades e perceber que algumas estações de trabalho não foram corretamente conectadas? Provavelmente, isso se dá por lacunas no projeto, então fique atento.

Todas as etapas de gerenciamento de projetos de infraestrutura de TI são interligadas.

Consolidar servidores e armazenamento

Em uma empresa, pode acontecer de existir servidores subutilizados. Neste caso, uma etapa importante do projeto de infraestrutura de TI é consolidar servidores para garantir um melhor retorno do investimento com o projeto.

A consolidação une alguns equipamentos que colaboram para o uso máximo dos servidores, sem demandar a criação de um novo a cada processo ou serviço iniciado.

O mesmo pode ocorrer com o armazenamento (storage). A consolidação do local onde se armazena os dados produzidos e utilizados permite uma troca eficiente e qualificada de informações entre servidores por meio de um sistema virtualizado.

Virtualizar e consolidar seus recursos de computação pode ser muito vantajoso para sua empresa.

Criar um servidor virtual

A virtualização, o agrupamento e o balanceamento de carga são práticas importantes que devem constar nos projetos de infraestrutura de TI. Criar um servidor virtual que comanda os servidores físicos da empresa com eficiência é fundamental. 

Como acabamos de apontar, consolidar servidores é importante para evitar a sobrecarga de uma unidade de servidor físico, o que permite que múltiplos sistemas operacionais sejam executados em um mesmo hardware.

Com servidores virtuais, é possível isolar e executar aplicativos.

Ter atenção às soluções de comunicação e aos serviços de impressão

Telefonia e e-mail, bem como outras soluções de comunicações, pode ser hospedada na infraestrutura no local ou implantadas por meio de uma solução baseada em nuvem.

Qualquer que seja a opção da sua empresa, você deve considerar a largura de banda interna no projeto de infraestrutura de TI.

As impressoras, por vezes esquecidas nos projetos, também podem integrar esse planejamento para facilitar seu funcionamento. Meros problemas de identificação de rede podem atrasar bastante sua rotina.

Recuperação de dados

A recuperação de dados é uma abordagem importante de um plano de continuidade de negócios. Ela é responsável pela operação empresarial mesmo em caso de incidentes que comprometem a infraestrutura.

Por isso, uma boa consultoria ou equipe interna de TI certamente inclui a recuperação de dados no projeto de infraestrutura de TI. Armazenar os dados do negócio em vários ambientes (nuvem, servidor local, HD etc.) é importante para a recuperação em caso de desastre.

Migração para nuvem

Por fim, passadas todas as etapas de um bom projeto de infraestrutura de TI, a última etapa é o serviço de movimentação de dados para a nuvem.

A migração oferece inúmeros benefícios para a empresa, especialmente quando consideramos acessos e gerenciamento de permissões de uso. Mas ela deve ser feita com cuidado.

Ainda que o backup em nuvem seja simples, é necessário calcular a quantidade de informações e o necessário para realizar a migração dos dados. Isso impacta diretamente no valor do serviço, inclusive.

Agora que você já sabe como montar uma infraestrutura de TI eficiente, procure auxílio de especialistas para criar um ótimo projeto de infraestrutura de TI. Ele deve incluir a análise da empresa, a aquisição de soluções de infraestrutura de TI, a conectividade física e muito mais.

Precisa de ajuda? Converse com a Indyxa!

Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível. Ao continuar a navegar no site, você concorda com esse uso. Para mais informações sobre como usamos cookies, veja nossa Politica de Privacidade.
Continuar