Central de atendimento · (047)30353777

Português pt English enEspañol es

Blog

Quais KPIS são importantes para a área de TI e como mostrar valor para a empresa?

O acompanhamento dos indicadores de TI devem fazer parte da rotina das empresas, já que a tecnologia é um processo importante para seu crescimento.

Nesse caso, precisamos falar sobre a importância dos indicadores-chave de performance, os KPIs. Como eles realmente agregam valor ao setor de TI e à empresa de modo geral? Quais escolher?

Descubra neste post!

De que forma KPIs geram valor à empresa? 

Na prática, os KPIs são indicadores que podem ser medidos em percentual ou em números e eles geram valor aos empreendimentos por um simples motivo: eles ajudam a medir o desempenho de cada um dos objetivos estabelecidos pelo negócio.

Em relação aos indicadores de TI, portanto, acompanhar KPIs é essencial para saber se as metas e objetivos que a equipe precisa alcançar estão sendo cumpridos ou precisam de ajustes ao longo do caminho.

Quer um exemplo? Vamos supor que um dos objetivos do setor de TI é atender às solicitações de suporte (internas e externas) da forma mais rápida possível. 

Nesse caso, então, é preciso medir qual é a quantidade de tempo gasto pela equipe em cada um desses atendimentos. E para isso, existe o KPI chamado de Tempo de Resposta de Solicitação, que é medido em horas.

Se em um período de 15 dias, por exemplo, o gestor de TI percebeu que a equipe tem levado mais tempo que o necessário para atender as demandas, é preciso analisar os motivos. Pode ser que os sistemas precisam ser substituídos, pode ser que os usuários precisam de treinamento, ou, ainda, que a própria equipe de TI precise. 

Percebeu o quanto o KPI pode gerar valor? É justamente essa medição que vai eliminar os "achismos" e fazer com que a empresa tome providências com base em números concretos, tornando os resultados melhores. 

Portanto, saiba que existem milhares de KPIs que podem ser medidos em todos os departamentos da empresa, incluindo no setor de TI. Nesse caso, é preciso que se saiba quais são os objetivos para que, a partir daí, escolha os indicadores corretos. 

Os KPIs dos setor de TI precisam ser:

  • Disponíveis para serem medidos (como você vai analisar um percentual de determinado indicador cujos dados não podem ser coletados?);
  • Importantes para os objetivos estratégicos do setor de TI;
  • Relevantes de verdade. Existem muitos KPIs que medem apenas a "vaidade" do setor, cujos números não mostram resultado prático.
  • Auxiliares na tomada de decisão dos rumos do setor de TI (falhas constantes no hardware podem indicar a necessidade de migrar para soluções cloud computing, por exemplo);
  • Serem medidos de forma periódica, ou seja, indicadores que são coletados com frequência para serem medidos com eficiência. 

Quais KPIs são importantes para a área de TI?

A seguir separamos alguns exemplos de indicadores de TI. Mas lembre-se: cabe à cada empresa avaliar a real necessidade com base em seus objetivos. 

Nesse caso, não estamos falando de quantidade. Ter muitos KPIs pode até gerar confusão na hora de avaliá-los. É melhor ter 5 bons KPIs do que 15 que tornam a avaliação mais difícil. 

Despesas de TI em relação ao gasto total da empresa

Medição: porcentagem

Objetivo: as despesas de TI precisam ser refletidas na manutenção dos sistemas funcionando sem problemas para que a empresa gere resultados.

Tempo de resposta aos chamados de suporte

Medição: horas

Objetivo: quanto menor o tempo que o setor de TI leva para responder às solicitações de suporte (internamente e externamente), maior será a taxa de comprometimento esperada. 

Tempo Médio entre Falhas (MTBF – Mean Time Between Failures)

Medição: MTBF = (Tempo total disponível – Tempo perdido) / (Número de paradas)

Objetivo: medir o período médio de tempo perdido durante a operação de um sistema. Se essa parada for consideravelmente grande, é hora de analisar o que está

acontecendo.

Tempo Médio para Reparo (MTTR – Mean Time to Repair)

Medição: MTTR = (Tempo total de reparo) / (Quantidade de falhas)

Objetivo: indicar se a equipe de TI (terceirizada ou não) tem levado muito tempo para resolver os problemas nos sistemas internos. Caso isso ocorra, pode sinalizar que é preciso treinar melhor a equipe ou terceirizar outra equipe de manutenção.

Disponibilidade dos sistemas

Medição: Disponibilidade = MTBF / (MTBF + MTTR)

Objetivo: esse KPI indica o tempo em que os sistemas permanecem disponíveis e ele pode ser aplicado a todos os sistemas internos, sites, rede, etc. Veja neste infográfico aqui a importância de evitar paradas no sistema. 

Bom, estes foram apenas alguns exemplos de indicadores de TI. Precisa de ajuda para saber quais serão os mais estratégicos para as necessidades da sua empresa e como esses dados podem ser coletados? 

Então você precisa investir na terceirização de uma consultoria especializada que monte um verdadeiro plano de inteligência de negócios. Fale agora mesmo com a Indyxa para saber como podemos ajudar. 

Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível. Ao continuar a navegar no site, você concorda com esse uso. Para mais informações sobre como usamos cookies, veja nossa Politica de Privacidade.
Continuar